Rastreador devorado por dois jovens leões na África do Sul

A polícia e a Autoridade do Parque Nacional disseram na segunda-feira que um rastreador de 27 anos estava explorando um santuário de vida selvagem na África do Sul que foi devorado por dois jovens leões.

Malibongwe Mfila estava procurando locais de leões e elefantes no sábado para poder aconselhar guias para o seu próximo safári nesta reserva de montanha na província de Limpopo (nordeste).

Ele teria parado o carro e decidido sair dele por razões desconhecidas até agora, e continuar sua busca a pé. “Ele foi repentinamente atacado por dois leões”, disse o general da polícia de Limpopo, Motlavela Mugabello.

Ele acrescentou: “Outra pessoa dirigindo seu carro dentro do parque percebeu que esses leões estavam devorando os mortos e alertou o diretor do parque.”

Quando os “rangers”, o tratador, chegaram ao local, atiraram e mataram os dois homens que ainda estavam cortando suas presas.

Segundo o general Mugabello, esse é o procedimento em tal situação. “Se os leões se comportam dessa maneira, é claro que eles podem repetir esse comportamento.” No entanto, não há escassez de alimentos neste parque no verão do meio do sul.

A autoridade do parque, SunParks, confirmou que os dois leões foram mortos no local para uma autópsia e que o acidente “chocou” as equipes.

Al-Trackqi trabalhava em um hotel-cabana de luxo no Parque Nacional Marakel, que cobre 67.000 hectares, cerca de 250 km a noroeste de Joanesburgo.

READ  Pego sete dias na neve devido ao Sistema de Posicionamento Global (GPS)

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *