Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

OCDE não aprova apoio estatal ao sector automóvel

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) defendeu que os governos devem evitar dar auxílios especiais à indústria automóvel, quando as medidas de apoio ao sector se multiplicam e os fabricantes continuam a reduzir a produção. «Os governos devem evitar dar apoios especiais aos sectores afectados pela recessão, particularmente à indústria transformadora ou dos serviços», afirmou ontem à noite o economista chefe da OCDE, Klaus Schmidt-Hebbel, citado pela Lusa.

Segundo o responsável, os apoios devem ser «limitados em grande medida ao sector financeiro, devido ao risco de contágio e ao efeito sistémico», acrescentando que «mesmo que uma grande empresa abra falência, isto não significa que as pessoas vão deixar de comprar», por exemplo, automóveis.

Apesar da posição do responsável da OCDE, os anúncios de medidas de apoio ao sector multiplicam-se, por parte de diversos governos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.