Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Empresa de Leiria investe 9 milhões em fábrica de mobiliário na China

Célia Marques
cmarques@leiriaeconomica.com

O Grupo JAP – fabricante de mobiliário em madeira maciça, sedeado em Pataias – vai investir nove milhões de euros numa fábrica de mobiliário, a construir na Zona de Processamento de Exportações (ZPE) da cidade de Weifang, China. Carlos Soares Pereira representa o Grupo na comitiva que se encontra, desde ontem, em visita oficial àquele país.

Esta é a terceira visita do Grupo JAP à China, num curto espaço de tempo, e representa, segundo um documento do ICEP, uma oportunidade para recolher informação actualizada e ultimar as decisões relativas ao investimento.

A concretização da operação pressupõe a assinatura de um memorando de entendimento com a Edulec – consultora especializada no mercado chinês, que adquiriu, em 2005, uma concessão de 38 hectares na Zona de Processamento de Exportações da cidade de Weifang, na província de Shandong, um empreendimento irá acolher empresas europeias com vocação exportadora, que beneficiarão de um pacote especial de incentivos fiscais e procedimentos alfandegários.

Produzir na China para vender na Europa

O investimento será realizado em três fases, com a primeira a ter início em Outubro próximo, estando a conclusão prevista para 2010, revela ainda o documento do ICEP.

A estratégia passa por adquirir e acabar localmente os componentes “brancos” (tábuas pré-cortadas à medida), enquanto a montagem e acabamento do mobiliário serão feitas em Portugal, de onde partem as exportações para o mercado europeu.

Numa segunda fase, a fábrica de Weifang deverá produzir também os componentes, e numa terceira os próprios painéis em pinho, a partir dos quais se fabricam os componentes, resultado de uma integração vertical a montante.

A JAP integra verticalmente diversas actividades nos sectores da madeira e mobiliário, como a exploração e gestão de floresta, produção industrial, comercialização e distribuição de mobiliário em pinho maciço.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.