Paris Saint-Germain está preso e Liverpool está garantido

O Paris Saint-Germain se vinga do Barcelona na Liga dos Campeões. Ponto remontada dessa vez. O Paris Saint-Germain se classificou para as quartas de final depois de empatar em 1-1 na segunda mão

Na outra partida da noite, o Liverpool venceu o Leipzig (2-0) e, assim, conseguiu esquecer o momento da partida de seu doloroso percurso no torneio.

Os jogos entre parisienses e Barcelona são sempre agitados. Essa revanche não foi exceção à regra. O primeiro tempo foi uma loucura e os franceses se saíram bem com um placar de 1 a 1 no primeiro tempo. Os catalães sufocaram completamente os parisienses desde o início, e Lionel Messi driblou algumas bolas que deixaram Osman Dembele feliz antes de rebater o goleiro Keylor Navas, de longe o mais decisivo parisiense.

Felizmente, o Paris Saint-Germain abriu o placar contra a metade da partida com uma falta involuntária de Lenglet que pisou no pé de Icardi. Mbappe não perdeu a chance (30). Mas os homens de Ronald Koeman não abdicaram. Adel Messi com um belo chute no canto superior (37). O gênio argentino não gostou muito que o jogo foi interrompido no primeiro tempo com a cobrança de pênalti de Navas na trave.

Na segunda parte, o Barcelona beneficiou de muito menos generosidade na defesa parisiense. Marquinhos parou Messi no último minuto, na hora da melhor chance catalã no segundo tempo. Sem brilhantismo, os parisienses agarraram-se aos seus méritos ao marcar três golos na primeira mão (4-1) para garantir a qualificação.

Em Budapeste, onde os Reds sediaram Leipzig, os ingleses dominaram amplamente o número de oportunidades. Mas Mohamed Salah e o retorno de Diogo Jota desperdiçaram muitas oportunidades contra os alemães sem gênio. O melhor jogador da equipe foi, sem dúvida, o goleiro húngaro Peter Gulaci, que provavelmente estava oscilando nos céus do país. Ele causou a desgraça do atacante português particularmente infeliz.

READ  What we learned from Sunday matches

A dupla Jota-Salah fez a diferença graças ao seu auto-sacrifício. O português sacou bem, o ex-jogador do FC Basel disparou um tiro direto do poste esquerdo de Gulaci (71). Três minutos depois, Sani, após cruzamento do estreante Origi, garantiu a qualificação dos Reds. O internacional suíço Xherdan Shaqiri não deixou o banco.

Os outros quatro dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões serão disputados na próxima semana.

/ ATS

You May Also Like

About the Author: Lucinda Lima

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *