Saint-Germain Danilo Pereira: “Mauricio Pochettino me ajudou muito”

O médio português analisou a sua fusão com o PSG e espera um final emocionante de temporada.

O Paris Saint-Germain tem encontro esta quarta-feira no Parc des Princes. Os comandados de Mauricio Pochettino vão tentar se colocar em boa forma para disputar a final da Liga dos Campeões pela segunda vez consecutiva. Em entrevista ao site oficial do PSG, Danilo Pereira falou antes da corrida final e do empolgante encontro que aguarda o Paris Saint-Germain contra o Manchester City na noite de quarta-feira no Parc des Princes.

O treinamento de Kylian Mbappe foi interrompido

“A pressão dos grandes jogos é muito emocionante. Queremos jogar tudo. Há jogos a cada três dias, e para aqueles de nós que amam jogar futebol e gostam de jogar no mais alto nível, isso é ótimo. Há uma nível muito alto dentro da equipe e nas competições que jogamos, e isso é algo “Muito bom. E então, quanto mais jogamos, mais podemos incorporar também as ideias do treinador. Há pouco tempo ele não tinha muito tempo para explicar seus princípios táticos para nós, para que cheguemos lá cada vez mais através de treinamentos e partidas. E podemos ver isso em cada partida. E quanto mais jogarmos, quanto mais seus pensamentos se fundirem, melhor você se sentirá fisicamente.Analise o centro de Paris Saint-Germain.

“A primeira vez que vi o Parc des Princes, disse a mim mesmo:“ Uau, é muito melhor do que o que vi na TV. ”É realmente um estádio muito bonito e muito acolhedor. Acho que com a multidão está indo para ser uma experiência muito mais forte, mas ainda assim é ótimo. Futebol. Dedicado à torcida, aos torcedores, então é claro que os estádios vazios não nos transmitem os mesmos sentimentos. Saudades, principalmente porque vi como os torcedores eram apaixonados !O jogador internacional português acrescentou.

See also  Era pós-Ronaldo começa com derrota da Juventus

“O jogador do PSG tem de ser capaz de se adaptar.”

Danilo Pereira voltou à sua adaptação ao Paris Saint-Germain: “Pois é, tudo foi feito muito rápido, e chegou em um período muito rítmico, pois o torneio já havia começado e a equipe havia feito uma série de partidas muito grandes. E entre essas partidas, foi a partida da Champions League, contra o Manchester United, que não agradou bem … foi meu primeiro jogo aqui. Perdemos e claramente não foi um bom começo, embora eu estivesse feliz por ter conseguido jogar. Foi meu primeiro contato com a equipe em campo . A equipa acolheu-me muito bem. Bom, o que me deixou muito feliz. ”

Oficial: Keylor Navas estende sua vida em Paris Saint-Germain até 2024

“Cheguei a um grupo muito forte, onde todos estão muito unidos. É um grupo muito bom, em que podemos treinar com muita simpatia. Quem está de fora muitas vezes não tem esse sentimento, mas acho que é muito grupo forte e também pode ser visto em jogos complexos, onde fomos capazes de responder e reverter situações, porque temos essa solidariedade uns com os outros“, Acrescentou o português.

Danilo Pereira elogiou Mauricio Pochettino, que ajudou a adaptá-lo: “Como disse antes, estive muito bem integrado, e aos poucos fui conseguindo tirar minhas notas e me adaptar. Procuro sempre ajudar a equipe da melhor maneira que posso”. Me pedem para ir para a defesa ou meio-campo, vou jogar duro. Não tenho problema com isso e minha única preocupação é sempre tentar ajudar a equipe. O jogador PSG tem que se adaptar. Mudar de posição também é uma motivação e uma forma de aprendizado para mim. Gosto de jogar no meio-campo, mas também estou aprendendo a desenvolver outras qualidades na defesa. É sempre uma coisa positiva. Aí o Mauricio Pochettino também me ajudou muito, explicando o que esperava de mim como jogador e como pessoa. Eles têm mais confiança para se desenvolver na defesa. ”

You May Also Like

About the Author: Lucinda Lima

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *