A França domina Portugal e se classifica para as quartas de final da Copa do Mundo

A seleção francesa tinha vários cenários para se classificar, neste domingo, contra Portugal, para as quartas-de-final da Copa do Mundo egípcia: vitória, empate ou até derrota, dependendo do saldo de gols. Mas os Blues ganharam o seu bilhete da forma mais bonita ao dominar claramente a seleção portuguesa (32-23). Eles terminaram em primeiro no grupo e conheceriam seus adversários nas quartas-de-final na segunda-feira. Seria Hungria ou Espanha.

Festival Hugo Discat

Havia receios de Portugal, porque tinha dificultado a vida dos franceses nas duas últimas temporadas, uma vez que os venceram especialmente na primeira eliminatória do Euro 2020, que deu início à eliminação precoce da França. Mas no domingo, os jogadores de Guillaume não tremeram. Logo eles lideram (5-3, 7-4), liderados por Timothy Nguessan, que marcou quatro gols no primeiro quarto da hora, e que voltou ao grupo, e Deca Mem (três gols).

Liderado por 12-8 (19), Portugal reagiu insignificante, e manteve-se no 12-11. Mas a seleção francesa não perdeu o foco e no segundo tempo aumentou seu aproveitamento (12-16). No segundo tempo, ele acelerou o ritmo, deixando os portugueses sem reação. O lateral esquerdo do Montpellier, Hugo Descat, foi brilhante ao marcar oito gols nestes 30 minutos de jogo, sendo que a vitória foi conquistada e a França se classificou antes do final da partida.

Ngusan e Lagarde estão bem, Mahe e Gerard estão decepcionando

Também deu a impressão de estar ganhando força na Copa do Mundo, depois de lutar para dominar a Suíça, Argélia e Islândia antes. Também encontraram um bom lateral-esquerdo no Nguessan, que terminou a partida com cinco gols. Sua recuperação pode ter prejudicado Roman Lagarde, ele não precisa estar confortável nas partidas anteriores. Mas ele assumiu a liderança perfeitamente, marcando três gols.

See also  Grande show para um executivo do Atlético?

As únicas dúvidas da noite são Kentine Mahe, irresistível desde o início da Copa do Mundo, mas logo foi substituído por Nadim Rimmel, após perder um pênalti e duas bolas voando, e o goleiro Vincent Gerrard, cuja influência foi limitada no início da partida. A partida (nove defesas no total). A vitória da França também fez da Noruega a felicidade. Venceu a Islândia (35-33) mais cedo, e aproveitou a derrota portuguesa para se qualificar para os quartos-de-final, que se disputam esta quarta-feira.

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *