Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

ESTG abre pós-graduação em “Informática de Segurança e Computação Forense”

O Politécnico de Leiria lança a quinta edição da pós-graduação em “Informática de Segurança e Computação Forense”, totalmente direccionada para técnicos da Guarda Nacional Republicana (GNR), e tem como objectivo a formação especializada em cibersegurança e análise digital forense.

Com início a 1 de Fevereiro e término no final de Junho, este curso decorrerá na ESTG/IPLeiria, com um corpo docente constituído maioritariamente por professores da Escola. Os formandos são técnicos e militares da GNR, a desempenhar funções relacionadas com as temáticas do curso, nomeadamente examinador forense digital, administrador de sistemas informáticos e investigador criminal.

«A pós-graduação em “Informática de Segurança e Computação Forense” é fundamentalmente prática e focada em dotar os formandos de conhecimentos sobre segurança informática e análise digital forense», destaca Mário Antunes, coordenador deste curso de formação especializada e docente do curso de Engenharia Informática na ESTG/IPLeiria. «Este curso dá continuidade às várias atividades que a ESTG/IPLeiria tem levado a cabo nesta área de formação, nomeadamente a realização de perícias forenses digitais e o funcionamento do mestrado em Cibersegurança e Informática Forense», salienta o docente.

O curso potencia três níveis de competências que incluem a prevenção, a detecção e a análise forense. Os estudantes adquirem a capacidade de conceber e desenvolver políticas de segurança para mitigar o crime informático, bem como a definição de procedimentos ágeis capazes de determinar com maior rapidez actos ilícitos praticados na Internet.

No âmbito da análise digital forense, no final do curso os formandos saberão utilizar um conjunto de técnicas e software na área da investigação criminal nas diferentes plataformas e nos diferentes meios tecnológicos, que permitam determinar a origem do crime, a plataforma utilizada e o seu autor.

A primeira edição do curso no Politécnico de Leiria surgiu com a parceria com a Polícia Judiciária, que nasceu em 2010 com uma colaboração em diferentes áreas, tendo sido possível criar dinâmicas de cooperação entre ambas as instituições, nomeadamente na área da formação, com a participação de docentes do IPLeiria em formações internas da PJ e vice-versa.

Fonte: IPL

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.