Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Imobiliário luxo recuou 10 a 15% em 2010, diz estudo

O mercado imobiliário de luxo registou em 2010 um decréscimo, entre 10 e 15 por cento, no número de transações concluídas bem como nos valores médios das vendas, revela o estudo «The Luxury Tourist Resort Property Market».

De acordo com o estudo elaborado pela consultora Prime Yield e pela imobiliária Fine & Country, «o mercado sente, agora, um dinamismo bastante reduzido, tendo observado, em 2010, decréscimos quer no número de transações concluídas quer nos valores médios das vendas, com quedas entre os 10 e os 15 por cento».

«O mercado de resorts turísticos de luxo apresentou, em 2010 e no primeiro semestre de 2011, à semelhança do mercado imobiliário, uma tendência generalizada de contração, influenciado pelas condições económicas e financeiras adversas e pelas crescentes restrições de acesso ao crédito, quer a nível nacional quer internacional», explica o estudo hoje divulgado.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.