Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Política Comum de Pescas: Bruxelas propõe mudança «radical»

A Comissão Europeia propôs hoje uma reforma “radical” da Política Comum de Pescas, para pôr fim à sobrepesca e garantir a sustentabilidade das unidades populacionais de pescado nos mares da União Europeia, incluindo nas águas territoriais portuguesas.

A proposta hoje apresentada em Bruxelas pela comissária das Pescas, Maria Damanaki, e que irá ser negociada com o Parlamento Europeu e o Conselho (Estados-membros), prevê que, mais que nunca, na gestão da pesca na Europa sejam tidos sobretudo em conta os “melhores pareceres científicos”, para garantir “a futura sobrevivência tanto das populações de pescado como do modo de vida dos pescadores”.

Segundo Bruxelas, “a sustentabilidade e as soluções a longo prazo constituem os elementos fundamentais das propostas agora apresentadas”, e que preveem que todas as unidades populacionais de pescado terão de ser repostas em níveis sustentáveis até 2015, em conformidade com os compromissos assumidos pela EU a nível internacional.

Adentro da proposta, todas as pescarias passarão a ser objeto de uma abordagem ecossistémica, com planos de gestão a longo prazo baseados nos melhores pareceres científicos disponíveis.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.