Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Bancos querem apoio da CE para mercado único de pagamentos

Os 24 principais bancos europeus associados ao projeto Monnet, que visa criar um mercado interno de pagamentos com cartão de crédito na Europa, apelam à Comissão Europeia que clarifique as taxas multilaterais de intercâmbio para a viabilização do projeto.

Os bancos portugueses estão envolvidos no projeto Monnet (representados pela SIBS), lado a lado com as maiores entidades de outros seis países europeus (Bélgica, França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido), tendo hoje decorrido em Bruxelas a conferência «O papel e a regulamentação das taxas interbancárias dos cartões de crédito europeus», durante a qual os representantes da banca pediram a Bruxelas para tomar medidas no sentido de uma clarificação do futuro do MIF (Multilateral Interchange Fees) [taxas multilaterais de intercâmbio].

«O projeto Monnet é uma forma sustentável para favorecer eficazmente a concorrência no mercado de regimes de pagamento, para criar um mercado interno consistente de pagamentos com cartão de crédito na Europa e dar apoio à competitividade da economia europeia. É a contribuição dos principais bancos europeus para implementar de forma harmoniosa e com sucesso a SEPA [Single Euro Payments Area]», realçam em comunicado os membros do projeto Monnet.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.