Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Novas linhas de crédito para empresas de moldes

Um protocolo assinado entre a CEFAMOL – Associação Nacional da Indústria de Moldes e o Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento vai permitir às empresas do Sector, utilizar cerca de 225 milhões de euros para apoio às exportações. Este montante estará disponível através de duas linhas de crédito, recentemente criadas e agora apresentadas, revela o site da CEFAMOL.

Com o objectivo de apoiar empresas exportadoras de equipamentos e produtos com longos períodos de fabricação, foi constituída uma linha de crédito com garantia mútua, no valor de 75 milhões de euros. Esta linha será complementada por uma segunda linha de seguro de crédito à exportação de médio prazo, no valor de 150 milhões de euros, destinada especificamente a empresas exportadoras com longos ciclos de fabricação e facturação, para países dentro e fora da OCDE.

«Estas duas linhas deverão permitir maior expansão das exportações, que têm vindo a ser dificultadas pela alteração de modelos de negócio no sector e pelos longos prazos de facturação», explica a associação.
Este protocolo entre a CEFAMOL e o Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento foi assinado no passado dia 2 de Dezembro na presença do primeiro-ministro, José Sócrates, em Frankfurt, na Alemanha, no decorrer da Feira Euromold.

Segundo o presidente da CEFAMOL, Leonel Costa, «este é um projecto importantíssimo já que permite criar uma linha de apoio para empresas com base em encomendas firmes de clientes estrangeiros, para produtos com longos períodos de fabricação, o que facilitará muito o estabelecimento de negócios que, até agora, eram dificultados pelos longos prazos de facturação».

Durante o próximo mês de Janeiro serão apresentados os procedimentos sobre o acesso das empresas a estas medidas.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.