Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

China admite controlar preços para combater inflação

O governo chinês admitiu hoje vir a controlar os preços dos produtos de primeira necessidade e a apoiar os mais desfavorecidos numa altura em que a taxa de inflação continua a sua escalada.

“Assim que seja necessário iremos intervir sobre os preços dos principais produtos de primeira necessidade assim como sobre as matérias-primas”, garantiu hoje o governo chinês, citado pela agência AFP.

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, disse na semana passada que iriam ser tomadas “medidas administrativas” para combater a subida dos preços.

“O sistema de subsídios será aperfeiçoado com o objectivo de ajudar os mais desfavorecidos”, adianta o documento governamental, referindo ainda a necessidade de “assegurar o aprovisionamento do mercado para ajudar à estabilidade dos preços”.

Em Outubro, a inflação chinesa atingiu os 4,4%, o valor mais elevado desde Setembro de 2008, e o preço de alguns legumes aumentaram mais de 60%, segundo o ministério do Comércio.

A escalada dos preços está a afectar o índice de confiança dos consumidores chineses, que caiu pelo terceiro trimestre este ano.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.