Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Air China encomenda 20 aviões Airbus

A Air China vai adquirir 20 aviões de passageiros ao consórcio europeu Airbus num acordo de 4,49 mil milhões de dólares, confirmou a companhia aérea chinesa. A Air China, a maior companhia aérea do país, explicou que vai comprar dez A330 e dez A350 que serão pagos em prestações em dinheiro.

Os A330 serão entregues entre 2013 e 2015 e os A350 entre 2018 e 2020, salientou a Air China.

A Airbus garantiu à Air China “concessões de preço significativas” na compra dos aparelhos e os pagamentos serão feitos com operações de negócios, empréstimos bancários e outros instrumentos financeiros, revelou a companhia que estima também um aumento de 18,6 por cento da capacidade da sua frota com a aquisição.

A Air China efetua ligações para mais de 120 destinos domésticos e internacionais e tem uma frota de mais de 260 aparelhos da Airbus e da Boeing, segundo a imprensa oficial chinesa, e tem encomendas de mais de 200 aparelhos dos dois maiores produtores mundiais.

Em 2009, a Air China transportou 41,28 milhões de passageiros e a compra agora conhecida segue-se a outras efetuadas por companhias chinesas como o negócio de 3,78 mil milhões de dólares para a compra de 36 Airbus por parte da China Southern Airlines.

O negócio da China Southern Airlines, para aviões A320 e A330 com entregas entre 2012 e 2015 foi anunciado pelo presidente Hu Jintao na sua recente visita a França para uma visita de três dias.

Recentemente, a Air China, China Southern e a China Eastern, as três maiores companhias chinesas, foram identificados entre os compradores de uma centena de aviões C919, o avião de 190 lugares que será produzido pela Commercial Aircraft Corporation of China.

Responsáveis da Boeing esperam que o número de aviões comerciais na China triplique nos próximos 20 anos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.