Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Hospitais: administradores admitem há descontrolo na dívida

A Associação dos Administradores Hospitalares admitiu hoje que o crescimento da dívida dos hospitais à indústria farmacêutica é “um bocadinho descontrolado”, mas disse que novas medidas adotadas pelos hospitais vão inverter a situação.

“O aumento vai na linha dos gastos que se têm vindo a verificar nos últimos meses. Foram tomadas medidas no sentido de diminuir o crescimento da dívida e que irão provavelmente ter impacto neste segundo semestre. Agora, é um crescimento um bocadinho descontrolado, é uma situação que não é nada boa”, admitiu o presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH), Pedro Lopes, numa reação ao relatório mensal elaborado pela Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica.

De acordo com os dados do relatório, a que a Lusa teve acesso, as dívidas dos hospitais à indústria farmacêutica cresceram dois milhões de euros por dia em julho passado, totalizando os 920 milhões.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.