Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Ernâni Lopes: «País deve ter política integrada para o mar»

O antigo ministro social-democrata Ernâni Lopes defendeu segunda-feira que Portugal deve ter uma política integrada para a economia do mar, visto que este é «um dos poucos domínios» em que o país pode ser «um interlocutor credível» no mundo.

Falando aos jornalistas no final de uma reunião com a Comissão Interministerial para os Assuntos do Mar (CIAM) – presidida pelo ministro da Defesa -, onde apresentou um estudo intitulado «O Hypercluster da Economia do Mar – Um domínio de potencial estratégico para o desenvolvimento da economia portuguesa», o ex-ministro das Finanças do PSD sublinhou a importância de passar de um «cenário de definhamento para um nível de afirmação ao nível económico neste sector».

«Estamos a falar de um tema decisivo para o futuro de Portugal, não é possível tratar as questões da economia do mar sem ver o conjunto, numa abordagem holística. Uma abordagem fragmentada é uma abordagem de insucesso», afirmou Ernâni Lopes no final do encontro, que teve lugar no forte de São Julião da Barra, em Oeiras.

Para o antigo ministro do PSD, que chefiou a equipa que realizou o estudo – encomendado pela Associação Comercial de Lisboa (ACL) -, o mar «é um daqueles muito poucos domínios em que a economia portuguesa tem um potencial de, saindo de um cenário de definhamento, se aproximar da afirmação durante o primeiro quartel do século XXI».

Neste sentido, Ernâni Rodrigues Lopes disse que para transformar o tema num «desígnio nacional» e para conseguir «mobilizar a sociedade portuguesa» para a importância do mar deve haver «uma concatenação estratégica entre o Estado e a sociedade civil» que não inclua «só os empresários» mas também «as universidades e os clubes», por exemplo.

«Eu não quero imaginar que daqui a cinco anos o tema do mar não esteja nas escolas portuguesas, e não estou a falar das pós-graduações», exemplificou, depois de uma reunião com o Governo onde fez uma avaliação bastante crítica do que tem sido feito ao longo das últimas décadas neste sector.

Na exposição do projecto ao Governo, o ex-dirigente social-democrata propôs também a criação de um «Conselho de Ministros para os Assuntos do Mar» que tenha «a capacidade total de decisão» em termos de produção legislativa e de um «Fórum Empresarial para a economia do mar».

Por seu lado, o ministro da Defesa, Severiano Teixeira, afirmou que este relatório «vai muito no sentido daquilo que têm sido as preocupações do Governo».

«Do ponto de vista dos princípios gerais estamos a ir no mesmo sentido», declarou Nuno Severiano Teixeira, lembrando que «em 2006 o Governo aprovou uma estratégia nacional para o mar com uma visão global e integrada, numa perspectiva holística e não fragmentada».

Severiano Teixeira reconheceu que este é um sector que deve continuar a ser «desenvolvido e aprofundado» e que deve constituir-se um «triângulo entre o conhecimento, a iniciativa privada e o poder político».

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.