Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Chamartín impugna adjudicação de mega-centro comercial de Leiria

A Chamartín, consórcio classificado em segundo lugar no concurso para a construção de um grande centro comercial na cidade de Leiria, contestou, no Tribunal Administrativo e Fiscal, a adjudicação da empreitada pela autarquia ao consórcio Multi Development/Lena Construções, revela a edição de hoje do Diário de Leiria.

A impugnação judicial ocorreu esta semana. A Chamartín não comenta e na Câmara Municipal de Leiria o caso está a ser analisado, disse o vereador Fernando Carvalho à agência Lusa.

«A confirmação do consórcio vencedor para a construção e exploração do mega-centro comercial de Leiria ocorreu em Junho e seguiu-se a um recurso da Chamartín, após ser conhecida a 1 de Abril a decisão da Câmara no sentido de entregar a empreitada ao consórcio vencedor. No recurso então apresentado, a Chamartín alegava que a localização proposta pelo grupo vencedor para o centro comercial era irregular, mas autarquia manteve a decisão», explica o Diário de Leiria.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.