Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Marinha Grande tem o maior poder de compra do distrito

O concelho da Marinha Grande é o que regista o maior poder de compra ‘per capita’ no distrito de Leiria, revela um estudo publicado pelo Instituto Nacional de Estatístico (INE) e citado pelo Diário de Leiria. Segundo o relatório, apenas dois concelhos do distrito registam um índice superior à média nacional.

Além da capital vidreira, que apresenta um índice de 104,76 (a média nacional é 100), Caldas da Rainha aparece em segundo lugar, com 103.55 pontos. O segundo pelotão é liderado por Leiria (99,32), seguido de Nazaré (97,76), Peniche (91,70), Batalha (86,92), Alcobaça (80,27), Óbidos (76,70), Bombarral (73,73), Porto de Mós (71,45), Pombal (70,93), Ansião (64.69), Castanheira de Pera (61,62), Alvaiázere (60,26), Figueiró dos Vinhos (55,51) e Pedrógão Grande (54,41).

Na região de LIsboa o índice do poder de compra é de 137,3, seguido do Algarve, com 113, as duas únicas acima da linha de água. Na Madeira a média é 96,6, no Alentejo 85,6, no Norte 85,5, no Centro 83,9 e nos Açores 81,7.

O estudo foi feito com base em informação relativa aos anos 2004 e 2005.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.