Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Pingo Doce da avenida Marquês de Pombal é o mais barato da cidade

O supermercado Pingo Doce, nas Galerias de S. José, na Avenida Marquês de Pombal, em Leiria, é o que oferece os preços mais baixos, tendo por base os três cabazes formados pela Revista Proteste, tendo em conta os diferentes hábitos de compra dos consumidores, revela a edição de hoje do Diário de Leiria.

De acordo com os dados da revista de Setembro, no Pingo Doce da Marquês de Pombal é possível adquirir um cabaz na casa dos 107 euros, sendo seguido pelo Continente (113), Intermarché (117), MiniPreço (118), Ulmar da Mouzinho de Albuquerque (119), e Ulmar da Heróis de Angola (122).

Ainda assim, nenhuma das superfícies comerciais de Leiria consegue ‘bater’ o Pingo Doce de Pombal, onde o custo do cabaz ronda os 106 euros.

O primeiro cabaz, inclui 100 produtos de características e marcas definidas, o outro é composto por 81 produtos, para quem escolhe os mais baratos, e um terceiro composto por 64 produtos de marca própria das superfícies.

Na cidade de Leiria o estudo da ProTeste passou ainda pelo Intermarché dos Marrazes, MiniPreço no Barruivo.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.