Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Oeste precisa de aumentar as exportações

A Região Oeste «precisa passar dos 200 dólares exportados, por habitante, para os 800 a mil dólares até 2015», sublinhou Augusto Mateus, economista e ex-ministro, num jantar, com autarcas e empresários, promovido pela Agência de Desenvolvimento Regional do Oeste – ADRO, no concelho das Caldas da Rainha, revela o Oeste Online.

Segundo o economista, o Oeste precisa de apostar na distribuição para mercados que «reconheçam a qualidade dos produtos da região». Para tal, é necessário um Oeste “mais internacional”, para o que deverá contribuir também o aeroporto da Ota. Augusto Mateus defende que “há que valorizar a força industrial, deste território, em articulação com a logística”.

No que se refere ao turismo e indústria imobiliária de lazer com qualidade, o economista apontou a necessidade de criar produtos turísticos para além do golfe, e de requalificar o litoral, nomeadamente a Praia de Santa Cruz, S. Martinho do Porto e Foz do Arelho que urge tornar “menos oestinas e mais cosmopolitas”.

LE com Oeste Online

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.