Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Empresários contra demolição do edifício da NERLEI

Os associados da NERLEI não concordam com a demolição e consequente deslocação do edifício caso o vencedor do concurso público para a construção do novo centro comercial pretenda utilizar aquele espaço junto ao estádio, revela a edição de hoje do Jornal de Leiria.

Segundo o semanário, esta posição ficou clara na assembleia-geral realizada sexta-feira, onde alguns sócios pediram explicações ao presidente da direcção, Pedro Faria, mostrando-se contra qualquer tipo de negociação nesse sentido, como prevê o caderno de encargos já submetido a concurso público internacional.

Segundo o documento, «no caso da proposta do adjudicatário conter a demolição do edifício», a negociação terá que ser feita entre o vencedor do concurso e a Direcção da NERLEI, e ouvida a Assembleia Geral.

O Jornal de Leiria recorda que o edifício é propriedade conjunta da Associação Industrial Portuguesa e da NERLEI, com 40 e 60% do seu valor, respectivamente. O terreno foi cedido pela Câmara de Leiria, com direito de superfície por 50 anos, renováveis.

LE com Jornal de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.