Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

Politécnico de Leiria sem dinheiro

O Instituto Politécnico de Leiria é um dos cinco politécnicos portugueses que não têm verbas para funcionar denunciou no Parlamentro o presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, revela o Oeste Online.

Luciano Almeida, que é igualmente presidente do Conselho Geral do IPL recordou que os institutos de ensino superior sofreram um corte de 6,1 por cento no seu orçamento, o que agravou a situação dos institutos superiores politécnicos.

O responsável, que falava na Comissão parlamentar de educação, ciência e cultura explicou que o montante transferido para o orçamento de alguns politécnicos não é suficiente para as remunerações certas e permanentes, considerando que o Orçamento de Estado foi concebido em função da redução do número de alunos, o que não se confirmou, uma vez que se verificou um aumento de 14 por cento nos politécnicos e o IPL não fugiu à regra.

Lembrando que os politécnicos também sofreram um corte no orçamento do PIDDAC para 2007, Luciano de Almeida manifestou preocupação relativamente ao “não investimento na acção social” e à falta de verbas para pagar obras concluídas ou em curso em alguns institutos politécnicos, relativas a compromissos assumidos em 2006.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.