Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Depois das eólicas, Governo aponta baterias para o solar

Após o lançamento do mega concurso para atribuição de licenças eólicas, o Governo vira agora baterias para o solar fotovoltaico e térmico com objectivo de dinamização do ‘cluster’ das renováveis. Na forja está um pacote de investimentos industriais na ordem dos 50 milhões de euros, alguns dos quais com uma forte componente de exportação, revela a edição de hoje do Diário Económico.

É o caso da Earth Life – Novas Tecnologias para as Energias Renováveis, a Vulcano Termo Domésticos, do grupo alemão Bosch e a Solar Plus.

Esta estratégia visa ainda dinamizar um outro mercado potencial: a instalação de painéis solares térmicos nos novos edifícios, obrigatória à luz da legislação aprovada no início do ano.

Responsável por mais de 60% de toda a electricidade disponibilizada ao consumo, os edifícios, residenciais e de serviços, tornaram-se agora uma das novas bandeiras da política sectorial do Executivo, ao centrar esforços na área da eficiência energética.

O ministro da Economia, Manuel Pinho, assina hoje dois contratos de investimentos nesta área. O primeiro, entre a Earth Life e o IAPMEI, no valor de 16,2 milhões de euros, com vista à instalação de uma unidade de painéis fotovoltaicos no Alentejo, e o segundo, entre a Vulcano e a Agência Portuguesa para o Investimento, no total de 12,3 milhões de euros. Este último, envolvendo uma fábrica de painéis térmicos, ficará instalado no pólo industrial de Aveiro, adianta ainda o DE.

Para ler na íntegra, clique aqui

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.