Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Governo lança portal de emprego

O novo portal do Governo, o NETemprego, é um serviço gratuito, que está disponível 24 horas por dia e acessível em qualquer lugar. Já com 20 mil entidades empregadores registadas e 50 mil currículos inscritos, o NETemprego foi apresentado ontem pelo Executivo.

O NETemprego tem como objectivo facilitar a procura e oferta de emprego. Segundo o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, «este projecto permitirá uma maior facilitação na procura e na oferta de emprego», contribuindo para a diversificação dos canais de prestação de serviços na área do emprego, revela a edição de ontem da Visão Online.

Através deste portal, quem procura emprego, seja porque está desempregado ou porque quer mudar, pode pesquisar e entregar candidaturas através da Internet a todas as ofertas de emprego da rede do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

As entidades empregadoras podem, através do site, entre outras funções, colocar online ofertas de emprego e pesquisar e convocar pessoas disponíveis para trabalhar.

Até final de Outubro, «e tendo em conta que nem todos os candidatos dispõem de acesso próprio à Internet, o IEFP implementará em todos os centros que não disponham de espaços de Livre Serviço para o Emprego, um conjunto de quiosques electrónicos para que todos os candidatos possam aceder ao NETemprego», refere o Ministério do Trabalho.

Netemprego recebeu mais de 2 mil currículos no primeiro dia

Até ao final da tarde de quarta-feira, dia em foi lançado pelo Governo, o portal Netemprego recebeu 2.235 registos de pessoas que deixaram o seu currículo para se candidatar a ofertas de emprego.

Ao longo do dia (até às 17h00) foram registadas 387.600 entradas no portal, disse à agência Lusa o presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Francisco Madelino.

Madelino referiu que o efeito de novidade que a inauguração do portal teve obrigou o IEFP a alargar a capacidade tecnológica do mesmo, de 8 para 11 servidores. Isto teve de ser feito porque se registaram picos de mais de 100 mil acessos simultâneos, o que causou alguns problemas de acesso ao site.

Vieira da Silva destacou que esta bolsa de emprego electrónica será «um instrumento decisivo de mudança e modernização nos serviços de emprego» em Portugal, acrescentando que um dos principais objectivos passa por «tornar os processos informais de procura e oferta de emprego em coisas do passado».

O primeiro-ministro, José Sócrates, também presente na cerimónia de lançamento, frisou que este é «mais um dos projectos emblemáticos do Plano Tecnológico» e «um instrumento poderoso ao serviço da modernização da economia» portuguesa.

Através deste portal, quem procura emprego, seja porque está desempregado ou porque quer mudar de emprego, pode pesquisar e entregar candidaturas através da Internet a todas as ofertas de emprego da rede do IEFP. As entidades empregadoras podem, através do site, entre outras funções, colocar on-line ofertas de emprego e pesquisar e convocar pessoas disponíveis para trabalhar.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.