Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

Politécnico de Leiria desenvolve «caixas negras» para automóveis

Técnicos do laboratório de engenharia do Instituto Politécnico de Leiria estão a desenvolver uma «caixa negra» para os automóveis ligeiros.

O aparelho regista a velocidade e, em caso de colisão, lança automaticamente um alerta para o INEM e dá a localização do veículo por meio de GPS. Para a GNR, as «caixas negras» podem ter algum efeito preventivo no comportamento dos condutores e ajudar os militares na investigação do acidente.

Na opinião de Jaime Almeida, da Associação de Seguradores, este sistema é fundamental para a resolução dos sinistros rodoviários. «Tem todo o interesse. Pode ajudar a proteger os interesses e os direitos dos consumidores, ajudar a acelerar a rapidez dos processos e a proteger a responsabilidade e os direitos das seguradoras», afirma Jaime Silva.

O Major Lourenço da Silva defende que «provavelmente a reacção de algumas pessoas será conter-se mais, ter mais prudência de forma a que não lhe possa ser possível imputar a responsabilidade na produção de um determinado acidente».

A Comissão Europeia divulgará em Dezembro um estudo sobre a introdução destes sistemas de gravação de dados nos automóveis.

As chamadas caixas negras poderão ser obrigatórias em 2010.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.