Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

BEEP pretende recursos humanos mais competitivos e empreendedores

A Bolsa de Estudantes de Elevado Potencial (BEEP) é uma iniciativa da ANJE, que pretende promover a entrada no mercado de trabalho de estudantes provenientes do ensino superior, que apresentem elevado potencial.

Esta bolsa dirige-se a estudantes de tecnologia e, numa perspectiva mais alargada, a todos os estudantes do ensino superior. «Primeiro porque poderão investir, desde logo, em contactos directos com as empresas e depois porque beneficiam ainda de toda a formação e promoção pessoal que a ANJE oferece nesta iniciativa. Os recém-licenciados têm assim oportunidade de conseguir contactar com empresas na perspectiva de conseguirem o seu primeiro emprego», revela a associação.

A BEEP nasceu com três objectivos. Na perspectiva dos estudantes, a BEEP pretende «que os jovens comecem a planear o seu futuro profissional, com a devida antecedência, permitindo ajustar as suas competências às necessidades reais e específicas das empresas e tornar assim os recursos humanos mais competitivos e empreendedores», revela a associação.

Na perspectiva dos estabelecimentos de ensino a BEEP «ambiciona promover/acelerar a integração no mercado de trabalho dos seus alunos e contribuir para o aumento da sua notoriedade enquanto centros de formação de capital humano de excelência», adianta.

Por fim, na perspectiva das empresas, «esta iniciativa pretende reunir uma gama de empresas interessadas em recrutar jovens de elevado potencial podendo, de um modo mais eficiente, adquirir valiosos recursos humanos. Neste sentido pretendemos facilitar/acelerar a integração deste capital humano nas empresas portuguesas, evitando, desta forma, a crescente fuga de jovens de elevado potencial para outros países».

Assim sendo, a BEEP surge da «constatação de uma lacuna de grande significado no mercado português isto porque até agora não existiam iniciativas específicas para facilitar o recrutamento de quadros técnicos especializados com elevado potencial» esclarece ainda a ANJE.

Jovens do ensino superior entre os 18 e 35 anos

Poderão candidatar-se à BEEP todos ao jovens portugueses provenientes do ensino superior, com idade compreendida entre os 18 e 35 anos.

Durante o ano são abertos 3 períodos de candidatura, sendo que se encontra a decorrer o de Abril a Junho, a que se seguirá o de Outubro a Dezembro. Em cada período de candidatura só serão aceites as primeiras 100 que respeitem o regulamento.

Os 15 melhores candidatos, serão promovidos junto dos responsáveis pela área de recursos humanos das empresas previamente seleccionadas e terão acesso gratuito a uma acção de formação de 16 horas, subordinada ao tema “Como melhorar as capacidades empreendedoras?” Esta formação será da responsabilidade da ANJE.

Todos os candidatos entrevistados serão distinguidos com um Certificado de Estudante de Elevado Potencial, inseridos na BEEP on-line e promovidos junto dos potenciais empregadores durante um ano a contar da data de inserção através dos meios promocionais da ANJE, da Academia dos Empreendedores e da ADECCO.

Para mais informações enviar um email para academia@anje.pt

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.