Relações Ucraniano-Russo | Erdogan não quer “escalar as tensões”

(Istambul) O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse, no sábado, que não quer que as tensões entre a Rússia e a Ucrânia aumentem, já que o conflito continua no leste, enquanto a Turquia anuncia a esperada passagem de navios de guerra dos EUA por seu estreito no Mar Negro .


France Media

Nosso principal objetivo é garantir que o Mar Negro continue a ser um mar de paz e cooperação. “Não queremos aumentar as tensões em nossa região comum”, disse o presidente turco durante uma entrevista coletiva com seu homólogo ucraniano Volodymyr Zelensky, que está visitando seu país.

“Acreditamos que a crise atual deve ser resolvida por meios pacíficos, com base no direito internacional e no respeito pela integridade territorial da Ucrânia”, acrescentou.

Autoridades ucranianas e americanas expressaram sua preocupação nos últimos dias com a chegada de milhares de soldados e equipamentos russos às fronteiras russo-ucranianas, em meio a novos incidentes entre as forças de Kiev e separatistas pró-russos no leste da Rússia.

O chefe de estado turco também confirmou que a Turquia está disposta a conceder “qualquer forma de apoio” para resolver o conflito e que se recusou a reconhecer a anexação da Crimeia pela Rússia.

Por seu lado, o presidente ucraniano sublinhou que “é necessário o apoio da Turquia para restaurar a nossa soberania regional.”

Ancara anunciou, sexta-feira, que dois navios de guerra dos EUA passarão nos dias 14 e 15 de abril pelo Bósforo em direção ao Mar Negro, em conformidade com o Acordo de Montreux.

Esse tratado, que data de 1936, garante a liberdade de navegação para navios civis no estreito turco. No entanto, os países que não fazem fronteira com o Mar Negro devem anunciar com 15 dias de antecedência a passagem de seus navios de guerra que não podem permanecer no local por mais de 21 dias.

READ  Um desabamento de estrada divide Saint-Pierre e Miquelon em dois

Na sexta-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, pediu durante um telefonema com seu homólogo turco para preservar o tratado, que levantou questões potenciais sobre um projeto de canal, recentemente na Turquia.

Selon des observateurs, une éventuelle suspensão du traité pourrait faciliter l’accès à la mer Noire des navires de guerre de pays non riverains, comme les États-Unis et d’autres États membres de l’OTAN, ce que Moscou voit d’un Olho ruim.

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *