ICA Portuguese anuncia seu plano de negócios para 2020

Embora o orçamento geral tenha aumentado 43,2%, o International Film Council afirma que isso não é suficiente para apoiar totalmente a produção cinematográfica nacional.

Este artigo está disponível em francês.

O Instituto Português de Cinema e Audiovisual (ICA) publicou o seu plano de atividades para 2020, que revela o orçamento projetado para as suas atividades públicas: 23,2 milhões de euros. Deste orçamento, que representa um acréscimo de 43,2% em relação a 2019, 17.831.500 euros serão destinados a subsídios administrados pelo instituto, que incluem apoio ao desenvolvimento (cinema e televisão), distribuição, exibição, festivais, literacia cinematográfica e promoção do Longa-metragem Curtas-metragens, documentários, desenhos animados, co-produções de minorias e co-produções com países de língua portuguesa.

(O artigo continua abaixo – informações comerciais)

Embora o orçamento de apoio tenha aumentado 60,9%, o instituto afirma que este orçamento ainda é insuficiente para cobrir as necessidades financeiras do sector cinematográfico nacional, uma vez que depende essencialmente do seu apoio financeiro, segundo o ICA.

Esta falta da capacidade do ICA de apoiar totalmente o setor cinematográfico nacional pode estar ligada à estratégia global clara delineada em seu plano de atividades para 2020, que visa focar (e investir) na promoção e visibilidade internacional, bem como no envolvimento internacional. Produção. Portanto, o ICA identificou algumas iniciativas: revisar e ampliar acordos de coprodução, aumentar o número de países cobertos por acordos bilaterais (os acordos de Marrocos e Israel – leia as notícias – são alguns dos exemplos mais recentes), além de estimular protocolos que incentivar a criação de fundos multilaterais de apoio à co-produção entre Portugal e outros países (que até agora inclui França, Brasil, Itália e Comunidade dos Países de Língua Portuguesa); Facilitar o acesso de profissionais nacionais a linhas de apoio internacionais (de fundos regionais para Europa CriativaThe Eurimages e Ibermedia); Promoção do Fundo de Turismo e Cinema. E para estreitar os laços entre o ICA e a Portugal Film Commission (PFC), que foi criada este ano para implementar o Simplex + PIC Portugal A Portugal Photography Initiative, que visa, entre muitos outros objetivos, promover Portugal como destino de produção e fotografia.

READ  Wham's "Last Christmas" completes his 36-year journey to the top of the UK chart

O estreitamento da relação entre o público nacional e o cinema patriótico apresenta-se também como um dos grandes objetivos para 2020, com o ICA a propor-se apostar no reforço da cooperação com o cinema português e a Federação dos Clubes de Cinema, entre outras instituições. A distribuição nacional é inevitavelmente abordada, com o ICA se propondo a apoiar o setor de distribuição e exibição, e aumentar o fluxo de distribuição nacional e europeia no país (ao mesmo tempo em que tenta reduzir as disparidades regionais).

Juntamente com a declaração do orçamento, que apresenta valores monetários estimados e rácios (mais diferenças em relação a 2019) para a distribuição do orçamento geral (17.831.500 euros para subsídios, 1.711.678 euros para a aquisição de bens e serviços, etc.), e um esboço do enfoque estratégico Público (representação internacional, distribuição nacional, entre outros elementos), pouco se sabe em termos de ações específicas. Em 2020, será anunciado um novo plano estratégico de médio / longo prazo para desenvolver políticas públicas para o cinema e audiovisual, e só então a Autoridade Federal de Identidade e Cidadania explicará o relatório anual de prioridades e fornecerá opções de investimento detalhadas para cada programa.

(O artigo continua abaixo – informações comerciais)

You May Also Like

About the Author: Aldina Antunes

"Praticante de tv incurável. Estudioso da cultura pop. Pioneiro de viagens dedicado. Viciado em álcool. Jogador."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *