Colapso da Flórida: um residente ouviu ruídos perturbadores um dia antes da tragédia

Um morador do prédio de apartamentos que desabou na manhã de quinta-feira na Flórida ouviu ruídos perturbadores na véspera da tragédia.

• Leia também: Um prédio desabado em Miami: o sofrimento de moradores e familiares de desaparecidos

• Leia também: Trágico colapso de prédio na Flórida: um morto, nenhuma notícia de 99

Seu filho, Pablo Rodriguez, disse em uma entrevista à CNN que a mulher, desaparecida desde o colapso do complexo de edifícios de 12 andares em Surfside, Flórida, ouviu um barulho que teria soado em seus ouvidos um dia antes da tragédia.

Ele ainda não sabe nada sobre ela e sua avó que morava no mesmo lugar.

As autoridades confirmaram que pelo menos 35 pessoas foram retiradas dos escombros nas primeiras horas, mas 159 pessoas ainda estão desaparecidas. Rodriguez disse que poucas informações serão repassadas às famílias.

Tentamos manter a esperança, mas depois de assistir o vídeo do colapso, ficou mais difícil, porque eles estavam naquela seção que desabou, e então o outro prédio caiu sobre ela. “É difícil de assistir”, explicou o homem.

No dia anterior ao colapso do complexo de edifícios, a mãe de Rodriguez acordou no meio da noite com sons estranhos, disse o homem ao canal de notícias norte-americano CNN.

“Ela me disse que acordou por volta das 3-4 da manhã e ouviu ruídos de crepitação. Assim como um chocalho, alto o suficiente para acordá-la, mas foi isso. Eu pensei que não era nada. Ela não dormiu bem. Ela me disse:” isso, ela me disse que o barulho a acordou e ela não conseguiu mais voltar. Para dormir depois. Então, pensando bem, eu me pergunto ”, explicou o Sr. Rodriguez.

See also  em fotos | O barco deles navega perigosamente pela borda da barragem

O homem admitiu que foi pego por um turbilhão de emoções, alguma negação.

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *