Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Mobiliário e colchoaria: exportações crescem 10%

As exportações portuguesas de mobiliário e colchoaria cresceram 10% até Outubro e deverão encerrar o ano 9% acima de 2010, ultrapassando pela primeira vez os mil milhões de euros.

Segundo dados avançados à Lusa pela Associação Portuguesa das Indústrias de Mobiliário e Afins (APIMA), de Janeiro a Outubro as vendas do sector para o estrangeiro somaram 899 milhões de euros.

Embora não estejam ainda disponíveis os dados relativos a Novembro e Dezembro, a associação antecipa que 2011 termine com um crescimento na ordem dos nove por cento face a 2010, o que, “a verificar-se, coloca, pela primeira vez, as exportações da indústria de mobiliário e colchoaria acima dos mil milhões de euros”.

De acordo com a APIMA, até Outubro Espanha continua a destacar-se como o principal destino das exportações portuguesas do sector, ao absorver 318 milhões de euros (mais 2%). Seguem-se o mercado francês, com 255 milhões de euros (mais 14%), Angola, com 82 milhões de euros (menos 9%), Alemanha (51 milhões de euros, mais 30%) e a Suécia (35 milhões de euros, mais 20%).

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.