Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

«LIFE vai romper o status quo»

Célia Marques

«O projecto LIFE serve para mostrar que somos capazes de fazer coisas para além da indústria automóvel, que temos capacidade de industrializar também na indústria aeronáutica, aquela que, em nível de exigência, mais se parece com a automóvel», revelou Joaquim Menezes, presidente do Grupo Iberomoldes, ao Leiria Económica, a propósito da apresentação do LIFE, que decorreu quarta-feira, nas instalações da SET.SA, empresa do Grupo, na Martingança.

Desenvolvido pelo consórcio formado pela Amorim Cork Composites, da Corticeira Amorim, Couro Azul, Inegi, SETsa, e parceiros Almadesign e Embraer, o projecto LIFE – Lighter, Integrated, Friendly and Eco-efficient Aircraft Cabin, envolveu o desenvolvimento de todo um interior de uma mock-up de avião, com recurso a materiais naturais, leves e confortáveis, como a cortiça e o couro natural.

A cargo da SETsa esteve toda a estrutura interior de avião (cedida pela Embraer) até à cabine, ou seja a industrialização da concepção feita pela Alma Design, nomeadamente a maquinação dos bancos em cortiça, com tecnologia desenvolvida pela Amorim.

Para além da inovação ao nível da introdução da cortiça, destacam-se as soluções de iluminação inovadoras, que permitem o desenho personalizado do ambiente, com recurso a fibras ópticas, LEDs e sensores de movimento, embebidos em painéis compósitos em fibra e com núcleo de cortiça. O projecto recorre ainda a materiais compósitos avançados, incluindo fibra de carbono, o que se traduz numa diminuição significativa de peso e em ganhos efectivos ao nível do isolamento térmico, acústico e anti-vibrático.

No interior do avião destacam-se ainda as janelas panorâmicas, que escurecem quando se pretende reduzir o nível de luminosidade. Para além de maiores do que as habituais, as janelas apresentam vãos na diagonal, que representam «um desafio» para a engenharia aeronáutica. «É um formato que pode interferir com a resistência do avião, mas pode ser possível com recurso a materiais compósitos. É um desafio que lançamos a um eventual parceiro», adiantou Joaquim Menezes.

LIFE vai estar na Paris Air Show

O projecto LIFE está pronto a comercializar e tem como target os aviões executivos. A mock-up vai estar presente na Paris Air Show – a maior feira mundial de aeronáutica, que decorre de 20 a 26 de Junho naquela cidade – a pensar sobretudo nos mercados russo e chinês.

O LIFE envolve um investimento de 1,85 milhões de euros e foi financiado pelo QREN, no âmbito do Programa Operacional Factores de Competitividade – COMPETE, em cerca de 900 mil euros, provenientes também do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Projecto na aeronáutica abre portas na indústria automóvel

«Este projecto não foi feito a pensar apenas na indústria aeronáutica. Permitiu desenvolver engenharia de processos que é importante para outras aplicações, nomeadamente na indústria automóvel. Estamos interessados em abrir mercado e o LIFE serve para romper o status quo. A partir dele, podemos vir a fazer projectos de interiores customizados para a indústria automóvel. Aprendemos muito ao nível da maquinação de outros materiais, nomeadamente a cortiça», explica Joaquim Menezes.

O responsável lembrou ainda que «cada vez se fazem menos produções de grande série, o que obriga a uma grande agilidade e flexibilidade ao nível da produção» e a indústria aeronáutica «é importante na medida em que obriga a desenvolver técnicas que permitem essa flexibilidade».

«A indústria automóvel é o motor da economia. Pode parar momentaneamente, como aconteceu em 2009, mas retoma com um novo posicionamento, que obriga a procurar novos mercados. O Grupo foi redesenhado na lógica de ser um fornecedor da indústria automóvel e a produção de componentes para esta indústria tem vindo a crescer», adiantou.

Interior de autocarro em desenvolvimento

Mas não é apenas a possibilidade de surgimento de outro tipo de projectos na indústria automóvel que está também em causa com o projecto LIFE. Entre as «três áreas de mobilidade que a Iberomoldes está a perseguir» – aviões executivos, autocarros e comboios – Joaquim Menezes destacou ainda o desenvolvimento do ambiente interior de um autocarro, em parceria com a Salvador Caetano e a Amorim, «que vai parecer-se com um avião», revelou.

Malas com chip aguardam sinal verde da IATA

O projecto que visa a produção de malas com chip incorporado, de forma a evitar o fenómeno da perda de malas, «está nas mãos da IATA», a autoridade que regula os aeroportos, revelou ainda Joaquim Menezes.

«A Samsonite está interessada, mas é preciso que os aeroportos adiram. O chip vai reduzir custos de etiquetagem e folow-up nos aeroportos», concluiu o responsável.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.