Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

AEP, AIP e CIP assumem posição contra IVA de 23%

As associações patronais – AEP, AIP e CIP – estão contra o agravamento da taxa normal do IVA para 23% e a prossecução de grandes projectos de infra-estruturas como o TGV, segundo um comunicado enviado hoje à comunicação social.

«A proposta de aumento da taxa normal do IVA e, sobretudo, as alterações de taxas aplicáveis a muitos produtos do sector da alimentação e bebidas e diversas outras medidas penalizam directamente as empresas», revela o comunicado, salientando que «o recurso a este tipo de medidas tornarão mais difícil a recuperação das exportações, do investimento e do emprego».

As associações lamentam ainda que o governo persista «na prossecução de grandes projectos em infra-estruturas incompatíveis com a grave situação financeira que neste momento o País atravessa».

Em termos de medidas positivas, as associações destacam «o anúncio de extinção ou fusão de diversos institutos e outros organismos públicos» e «a inclusão neste Orçamento de medidas de estímulo à recapitalização das empresas».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.