Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Bancos portugueses têm reputação acima da média mundial

Os quatro maiores bancos portugueses (CGD, BCP, BES e BPI) apresentam níveis de reputação superiores à média dos maiores bancos mundiais, de acordo com o Pulse 2010, um estudo conduzido pelo Reputation Institute junto de 72 instituições financeiras.

A CGD, o BCP, o BES e o BPI apresentam, no conjunto, um Índice de Reputação Pulse (IP) médio de 61,63, ao passo que os 72 maiores bancos mundiais examinados registam um IP médio de 61,07.

«Os resultados do Pulse 2010 para o sector bancário demonstram que a banca portuguesa é de facto consistente e reconhecida como tal pela opinião pública. Estes são dados muito positivos para as entidades avaliadas, como tal, deverão ser utilizados na gestão da sua imagem junto dos seus accionistas, investidores e clientes», disse em comunicado Pedro Cabrita Carneiro, responsável do Reputation Institute (RI) em Portugal.

De acordo com o estudo a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é a entidade bancária portuguesa mais reputada, registando uma avaliação de 72,09, ou seja, um índice de reputação “forte” na escala do RI. O Banco Comercial Português (BCP) ocupa a segunda posição com um valor de 59,42, isto é, um IP “vulnerável”, o BPI com 57,87, IP “vulnerável” e o Banco Espírito Santo (BES) com 57,15, IP “vulnerável”.

No caso dos quatro maiores bancos portugueses estudados no Pulse 2010, Performance Financeira é a dimensão mais forte.

Segundo Pedro Cabrita Carneiro “este facto vai ao encontro das conclusões do RI. Temos verificado que existe uma forte correlação positiva entre uma boa performance financeira das organizações e os comportamentos de recomendação dos públicos alvo e, por conseguinte, os níveis de reputação”.

Quanto às dimensões que apresentam um índice de reputação mais fraco, no caso concreto da CGD é Inovação, no BCP Governo de Sociedade e no BPI e BES Responsabilidade Social.

No total foram avaliadas sete dimensões: Performance Financeira, Produtos e Serviços, Inovação, Ambiente de Trabalho, Governo de Sociedade, Responsabilidade Social e Visão e Liderança.
A nível mundial o russo Sberbank foi o banco que registou um IP mais elevado, com 76,10 pontos, seguindo-se o Raiffeisen Group (Suíça) com 75,49, o VTB Bank (Rússia) com 74,63 e o State Bank of India (Índia) com 74,00.

Na Europa, o italiano Monte Dei Paschi Siena, alcançou uma pontuação de 69,25, o sueco Handelsbanken, 66,32, o espanhol La Caixa 65,64 e o UBI Banca, Itália, 65,11.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.