Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Japão: Novo orçamento orientado para a redução da dívida

O governo japonês anunciou hoje novas orientações orçamentais marcadas pela austeridade e pela limitação das emissões de novas obrigações, para reduzir a dívida pública colossal.

O primeiro ministro, Naoto Kan, prometeu, desde que tomou posse em junho, uma reforma ambiciosa para reduzir a dívida pública do Japão, que é a maior dos países industrializados, as ascender ao equivalente a 200 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

As novas diretivas impõem a limitação das despesas públicas globais a 71 biliões (milhão de milhões) de ienes (622 mil milhões de euros), no ano orçamental que começa em abril de 2011, incluindo as subvenções às autarquias locais, mas excluindo o serviço da dívida, pormenorizaram fontes governamentais.

Este montante é praticamente o mesmo das despesas previstas para o exercício em curso, que acaba em março de 2001.

As diretivas impedem ainda o governo de centro-esquerda de aumentar a emissão de novas obrigações, cujo stock já ascende a 44 biliões de ienes, recomendando, pelo contrário, a redução deste total.

Também está prevista a obtenção de um bilião de ienes, para financiar medidas de apoio ao crescimento da economia, com a poupança de 10 por cento nas despesas de cada ministério ou organismo governamental.

Os ministros deverão submeter as suas propostas orçamentais até ao fim de agosto, antes de o orçamento ser apresentado ao parlamento.

No ano orçamental corrente, o valor do orçamento atingiu um nível recorde de 92,3 biliões de ienes.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.