Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

Curso de agricultura biológica da Valorlis arranca em Outubro

A Valorlis vai promover, a partir do dia 3 de Outubro, uma nova edição do curso de Agricultura Biológica. As sessões do curso, que terá no total 15 horas, terão lugar nas instalações da Valorlis, que disponibiliza uma horta para utilização dos formandos, revela a empresa em comunicado.

Miguel Aranda da Silva, administrador-delegado da Valorlis salienta a «regularidade com que tem sido possível fazer estes cursos, sempre com grande procura e excelentes resultados». O responsável refere ainda que «além das claras vantagens ao nível da protecção do ambiente, as pessoas começam a querer, cada vez mais, mudar os seus hábitos, para por exemplo, terem uma alimentação mais saudável».

A agricultura biológica é um sistema que exclui a quase totalidade de produtos químicos de síntese como adubos, pesticidas e reguladores de crescimento, recorrendo à rotação de culturas, à luta biológica contra pragas e à associação de espécies, de modo a manter a produtividade do solo, nutrindo as plantas e controlando insectos e ervas infestantes.

Raquel Sousa, engenheira da Cooperativa Biosite, responsável também pelas acções de compostagem doméstica promovidas pela Valorlis, vai assegurar a sétima edição do curso de agricultura biológica.

O curso terá a duração de cinco sábados, e irá decorrer nos dias 3, 17 e 31 de Outubro, e 7 e 21 de Novembro, havendo a possibilidade de fazer um segundo grupo, caso as inscrições o justifiquem. O custo da inscrição é de 50 euros e os interessados poderão fazer a sua inscrição junto da Valorlis.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.