Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Empresas estrangeiras fazem 55% das exportações chinesas

Mais de metade das exportações chinesas são feitas por empresas com capitais estrangeiros, que asseguram também quase um terço da produção industrial do país, segundo estatísticas oficiais divulgadas pela Revista de Pequim.

Em Maio passado, o número de companhias estrangeiras na China já tinha ultrapassado os 660.000, representando um investimento de mais de 890 mil milhões de dólares (635 mil milhões de euros).

No conjunto, aquelas companhias constituem apenas 3% de todo o tecido empresarial da China, mas pagam 21% dos impostos que o Estado cobra às empresas.

Estatísticas do Ministério chinês do Comércio indicam também que as empresas estrangeiras empregam 45 milhões de pessoas e em termos de exportações e importações do país, representam, respectivamente, 55,3% e 54,7% do total.

«Durante as ultimas três décadas de desenvolvimento, as empresas com capitais estrangeiros tornaram-se uma parte importante da economia nacional», reconhece o governo chinês.

As três décadas correspondem à politica de «reforma económica e abertura ao exterior», adoptada pela direcção do Partido Comunista Chinês, em Dezembro de 1978.

Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.