Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Hospital de Leiria vai ter primeira central de cogeração/trigeração da zona Centro

O Hospital de Santo André (HSA) vai avançar da produção própria de energia térmica e eléctrica, através de uma Central de Cogeração/Trigeração, a primeira na zona centro. A iniciativa garantirá, durante os próximos dez anos, uma diminuição de 30% no consumo energético, o que corresponde a 1,5 milhões de euros, revela em comunicado.

A nova Central de Cogeração / Trigeração, que estará pronta a funcionar já no início de 2010, surge da parceria entre o HSA e o Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH), formalizada pela assinatura de um protocolo, segunda-feira, no auditório do hospital de Leiria. O investimento é de 2,7 milhões de euros, suportados na íntegra pelo SUCH, e a central será gerida em parceria entre esta empresa e o HSA durante dez anos.

A cogeração é uma tecnologia que consiste, basicamente, na produção combinada de energia térmica e eléctrica num mesmo equipamento, garantindo economia de energia e significativos benefícios ambientais.

No caso do HSA, a energia eléctrica será utilizada no hospital e o excedente injectado na rede eléctrica nacional. A energia térmica, normalmente desperdiçada nas centrais eléctricas, é aproveitada para a produção de vapor, água quente e, através de um equipamento designado chiller de absorção, água gelada. Esta última permitirá estender e fortalecer a climatização do hospital.

De acordo com o estudo apresentado pelo SUCH, esta nova infra-estrutura permitirá diminuir anualmente 900 toneladas de CO2 libertados para a atmosfera.

Os novos equipamentos serão colocados nas actuais instalações da Central Térmica e a Central de Incineração, já desactivada. No final do prazo previsto pelo acordo, o equipamento e todas as estruturas anexas reverterão para o hospital a custo zero.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.