Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Energia das ondas em São Pedro de Moel: governo decide modelo de concessão em Outubro

No início de Outubro será aprovado, em Conselho de Ministros, o modelo de concessão da entidade gestora da zona piloto da energia das ondas, situada em São Pedro de Moel, revelou fonte do Ministério da Economia ao Diário Económico.

«O objectivo passa por criar uma sociedade semelhante à Parque Expo, que permita agilizar todos os processos de licenciamento, através de um regime de excepção. Esta terá ainda que garantir os pontos de ligação das futuras centrais à rede eléctrica nacional, condicionantes que obrigarão a futura empresa a assumir parte dos custos associados à promoção da energia das ondas, os quais serão posteriormente repassados para o consumidor final», explica o diário.

Segundo o DE, apesar de não haver confirmação oficial, fontes do sector dão como certa a atribuição destas competências à REN e à Caixa Geral de Depósitos. A decisão final estará apenas dependente da eliminação das reservas colocadas inicialmente pela REN, grande parte delas relacionada com os custos do projecto piloto, explica o jornal.

O DE recorda que o Grupo Lena é um dos interessados em apostar na energia das ondas, através de uma parceria com a finlandesa AWEnergy, que detém a tecnologia Wave Roller, já patenteada, uma tecnologia que aproveita a energia das ondas de fundo. Segundo o jornal, o projecto deverá ser instalado na zona piloto agora criada pelo Governo, ao largo de São Pedro de Moel, através da sua participada Eneólica.

LE com Diário Económico

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.