Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugal desce para a 29ª posição no índice de desenvolvimento humano das Nações Unidas

Portugal caiu uma posição no índice de desenvolvimento humano das Nações Unidas, situando-se na 29ª posição, atrás de países como a Eslovénia, Grécia ou Singapura, segundo o relatório 2007/2008 da organização, citado na edição online do Diário Económico.

O ranking analisa dados relativos a 2005 em 177 países e regiões especiais e é liderado pela Islândia. Entre os estados-membros da União Europeia, Portugal ocupa a 17ª posição, atrás de países como a Irlanda (5º), Grécia (24º), Eslovénia (27º) e Chipre (28º), para além dos países nórdicos e da Espanha, França, Alemanha, Itália e Reino Unido.

Atrás de Portugal, que integra a lista dos 70 países com desenvolvimento humano “elevado” estão estados-membros da UE como a Polónia, a Húngria ou a Bulgária e países do resto do mundo como os Emirados Arabes Unidos, México, Rússia ou Brasil (o último da lista dos países com desenvolvimento elevado), revela ainda o DE online, citando o documento.

Ao todo, 16 países têm hoje um IDH menor do que em 1990 e três destes países – a República Democrática do Congo, a Zâmbia, e o Zimbabué- têm um IDH mais baixo do que tinham em 1975.

Recorde-se que o índice de Desenvolvimento Humano (IDH) avalia o estado do desenvolvimento através da esperança média de vida, da alfabetização dos adultos e da escolarização, bem como indicadores de rendimento.

LE com DE online

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.