Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Lena Construções edifica ETAR para as Águas do Mondego

A Lena Construções deu início à construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) e Emissário de Anagueis – distrito de Coimbra – e da ETAR de Lousã-Póvoa. A obra, atribuída pelas Águas do Mondego, tem um valor de adjudicação de 4,5 milhões de euros. A construção da ETAR de Anagueis, prevista nessa empreitada, iniciou-se em Julho deste ano e tem um prazo de execução de 12 meses, revela a empresa em comunicado.

A «sub-holding» do Grupo Lena para a área da construção participa em consórcio na realização do projecto, construção, pré-arranque e arranque da ETAR de Anagueis, bem como do projecto de execução e construção do emissário da mesma. A ETAR de Anagueis está dimensionada para uma população equivalente a três mil habitantes e compreende o tratamento de nível terciário com remoção de nutriente, desinfecção total e aproveitamento do efluente tratado para água industrial, serviço e rega de espaços verdes.

A ETAR de Lousã-Póvoa está dimensionada para 21 mil habitantes e compreende o tratamento de nível secundário com remoção de azoto, desinfecção e aproveitamento do efluente tratado para água industrial, serviço e rega de espaços verdes. Para esta obra, a Lena Construções ficou responsável pela elaboração das fases do projecto, construção, pré-arranque e arranque da ETAR.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.