Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Exportações em alta enquadram visita de Sócrates à China

Portugal deverá ter fechado o ano de 2006 com um crescimento das exportações para a China na ordem dos 68%, o que representa um volume de negócios global de 900 milhões de euros, revela o Diário de Notícias. A afirmação foi feita ontem por Marques da Cruz, presidente do Icep, à saída de um encontro com empresários, que contou com a presença do primeiro-ministro, e que se destinava a preparar a visita que José Sócrates vai efectuar à China no final do corrente mês de Janeiro.

O acordo de “parceria estratégica” que Portugal assinou com a China deverá ser recordado pelo primeiro-ministro no sentido de melhorar a acessibilidade das empresas portuguesas ao mercado chinês. A preparação de um ambiente bilateral favorável à criação de parcerias empresariais estará igualmente na agenda do primeiro-ministro.

No final do encontro de quase três horas que Sócrates manteve com cerca de 40 dos 60 empresários e gestores que integrarão a comitiva, o primeiro-ministro disse aos jornalistas que “o melhor contributo que o Governo pode dar é ter boas relações políticas e diplomáticas com a China”. O primeiro-ministro salientou que a China “é um dos novos actores da economia mundial” e reforçou a “necessidade de ter bons produtos” para combater a política de baixos salários praticada naquela região do globo.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.