Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Leiria prepara-se para o turismo residencial

Rui Marques

Está a surgir, em Portugal, um novo tipo de turismo – o turismo residencial, também designado por “turismo de luxo”. Na região de Leiria, segundo Miguel Sousinha, presidente da Região de Turismo Leiria-Fátima (RTLF), «existe potencial de mercado, no entanto, a não existência de produto faz com que não haja procura». Segundo aquele responsável, «primeiro é necessário construir o produto. Só depois se pode vendê-lo, ir ao encontro dessa procura».

Segundo Miguel Sousinha, existem, actualmente, alguns projectos que podem posicionar esta região no turismo residencial, um segmento tem vindo a crescer a ritmos muito fortes, com a implementação de Resorts com Golfe, Hotelaria 5 estrelas, e Turismo Residencial. «Neste momento, em fase de aprovação encontra-se um que ocupará uma área de sensivelmente 600 hectares, na zona da Pedra dOuro», adiantou.

A RTLF «reconhece o potencial deste mercado e está a trabalhar em conjunto com as autarquias na procura de investidores para a potenciação do território através de um desenvolvimento turístico sustentado», sustentou Miguel Sousinha.

Para analisar as possibilidades do sector, a consultora ILM e a THR está a organizar uma conferência «Turismo Residencial, que futuro?», para o próximo dia 26 de Maio, em Óbidos.

Investidores deparam-se com obstáculos burocráticos

O turismo residencial foi contemplado no Plano Estratégico Nacional para o Turismo (PENT), apresentado em Janeiro, e considerado um dos dez produtos prioritários definidos pelo governo. No entanto, segundo, Andrew Coutts, responsável da consultora ILM, «é preciso passar a mensagem ao governo de que a oferta apresentada tem de ser a correcta, ter um posicionamento adequado, com qualidade, para se dirigir aos segmentos onde existe mais interesse. Não significa criar só empreendimentos de luxo porque não há mercado para muitos projectos».

Em declarações à Agência Lusa, Andrew Coutts referiu que existem investidores, nomeadamente estrangeiros, interessados em apostar neste sector em Portugal, «alguns até já com projectos, mas deparam-se com vários obstáculos, como a legislação e a obtenção de licenças».

Para além do Algarve, onde esta forma de turismo já existe há alguns anos, outras regiões portuguesas, como o Oeste, o Alqueva, a costa alentejana ou mesmo a zona de Cascais e Estoril, possuem as características adequadas ao seu desenvolvimento.

O responsável da ILM citou um estudo internacional para dizer que num universo de 230 mil residentes no Reino Unido e Irlanda, Portugal é o segundo local de escolha para compra da segunda residência, fora do país.

As condições climatéricas, os atractivos naturais como as praias, a cultura e um povo simpático são alguns dos pontos realçados pelo presidente executivo da ILM como vantagens para o desenvolvimento do turismo residencial em Portugal.

No ano passado, a consultora Knight Frank estimou um crescimento de 10% para o turismo residencial, a nível mundial até 2010. Segundo a consultora, em Espanha as receitas geradas atingiam 4,5 mil milhões de euros.

Região de Turismo de Leiria Fátima marcou presença no SITC em Barcelona

«Low cost entre Lisboa e Barcelona pode atrair turismo para a nossa região»

A participação da RTLF no Salão Internacional de Turismo da Catalunha (SITC), visou «a divulgação da região de Leiria, aproveitando a abertura de uma nova rota da companhia aérea de low cost Vouling, entre Lisboa e Barcelona, cujos preços rodam os 70 euros, o que poderá trazer o turismo da zona da Catalunha para a nossa região», explicou Miguel Sousinha.

«O mercado Espanhol é o nosso primeiro mercado internacional, dotado de uma possibilidade muito forte de crescimento devido à conjuntura económica que Espanha atravessa», adiantou.

Como nesta zona «há uma maior procura de produtos mais temáticos e específicos, a RTFL apresentou, na SITC, a cultura, a gastronomia e as vilas típicas de praia, que compõem esta região. No entanto, a grande atracção da RTLF continua a ser Fátima», salientou.

O Salão Internacional de Turismo da Catalunha (SITC), o segundo maior certame turístico de Espanha, contou, este ano, com cerca de 200 mil visitantes.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.