Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana com candidaturas abertas

Estão em curso, até ao próximo 10 de Fevereiro, as candidaturas à quinta edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, que tem como objectivo distinguir os melhores projectos e intervenções de reabilitação urbana em Portugal, concluídos entre 1 de Janeiro de 2015 e 31 de Dezembro de 2016.

Em causa está o mais conceituado prémio nacional para a reabilitação de património e territórios, que recebeu, desde a sua primeira edição, em 2013, duas centenas de candidatos oriundos de cerca de 40 concelhos de Portugal.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana conta uma vez mais com patrocínio do Governo de Portugal, concedido através da Direcção Geral do Património Cultural, entidade tutelada pelo Ministério da Cultura.

A 5ª edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, co-organizada pela Vida Imobiliária e pela Promevi, apresenta várias novidades, destacando-se o apoio institucional da SECIL, e um júri renovado, que conta com a integração do professor João Duque e do arquitecto Nuno Valentim. No corpo de jurados estarão ainda, à semelhança da edição anterior, João Pedro Falcão de Campos, Manuel Reis Campos e João Appleton.

Outra novidade é a introdução de uma nova menção honrosa para a “Melhor Reabilitação Estrutural”, que visa distinguir a melhor intervenção de preservação estrutural do edificado.  Esta menção junta-se assim às menções de honra para a “Melhor Reabilitação Inferior a 1.000 m²”, “Melhor Intervenção de Restauro” e “Melhor Solução Eficiência Energética”, que se somam às principais categorias a concurso, nomeadamente nas áreas residencial, comercial/serviços, turismo e impacto social.

Os vencedores serão conhecidos na primeira semana de Abril, durante a Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa.

 

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.