Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Alidata prepara-se para reforçar crescimento internacional

A Alidata, empresa de desenvolvimento de software do distrito de Leiria, prepara-se para um novo período de crescimento, sendo a internacionalização, iniciada em 2006, um dos elementos-chave da sua estratégia e uma das apostas para 2012, revela em comunicado. A empresa, que celebra este mês o 28º aniversário, gera 11% do volume de negócios no mercado externo, estando representada nos PALOP, em Espanha e no Brasil.

“Desde o primeiro dia que a Alidata procurou estar atualizada a todos os níveis, como a própria atividade assim o exige. Nesta evolução muitos marcos importantes são de assinalar, fruto da vontade de desenvolver soluções que satisfaçam as necessidades do mercado, com elevada qualidade, factores determinantes para o nosso crescimento e notoriedade”, afirma o director geral da Alidata, Pedro Gaspar, citado em comunicado.

A empresa tecnológica desenvolve soluções chave-na-mão, permitindo às empresas analisar, compreender e reorganizar o negócio, com informação em tempo real e acessível, disponibilizando a informação necessária à tomada de decisão, reduzindo custos e otimizando recursos.

A Alidata é uma empresa 100% nacional e implementa soluções de gestão integradas, hardware e software, com software 100% português tendo, em 2008, aderido ao projecto ‘Compro O Que É Nosso’. Possui certificação de qualidade NP EN ISO 9001:2008 e há mais de dez anos que é distinguida com os prémios PME Excelência e PME Líder, pela qualidade e performancedos serviços.

A indústria e o sector automóvel são as principais áreas de desenvolvimento do software Alidata, empresa que conta com 50 colaboradores e uma base de dados com mais de 4.000 clientes ativos.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.