Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

inCentea reforça presença em Angola

A Primacis, empresa participada pela inCentea, efectuou uma parceria com a ICS, empresa Angolana com várias centenas de clientes nesse mercado, revela a inCentea em comunicado.

Em causa está uma parceria estratégica entre a ICS – Integrated Custom Software, Lda. E a Primacis, SA, através da qual a Accensus (empresa Primacis em Angola) passa a gerir a totalidade da carteira de clientes da ICS, dando continuidade à actividade realizada pela ICS nos últimos 10 anos, que envolve relações comerciais com várias centenas de clientes.

A ICS foi parceiro exclusivo em Angola até à criação da Primavera Angola, passando depois a ser Premium Partner.

Para António Poças, administrador da Primacis, esta parceria representa, «por um lado a confirmação do bom trabalho que temos feito em Angola e, por outro, um importante saldo em termos de dimensão e abrangência».

A Primacis, empresa participada pela inCentea, e através da qual está presente nos mercados de Angola, Cabo Verde e Moçambique, é o maior parceiro Primavera nestes três mercados, vê reforçada a sua posição de líder em Angola, através desta nova parceria com a ICS.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.