Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Novo chip armazena 2,5 milhões de livros de 400 páginas

Investigadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, criaram um chip capaz de armazenar 2,5 milhões de livros de 400 páginas, revela o Ciência Hoje.

Esta tecnologia tem por base nanopontos magnéticos (fabricados com um cristal que cria sensores magnéticos que podem ser integrados directamente num chip de silício) que armazenam um bit de informação cada um, permitindo juntar um bilião de páginas de informações num chip que cabe na palma de uma mão. Cada nanoponto é um íman com pólos que podem ser invertidos com a aplicação de um campo magnético externo, permitindo a gravação de dados binários, tal como acontece com os discos rígidos, explica o site.

Tratando-se de uma forma de armazenamento totalmente nova, os investigadores ainda não desenvolveram uma técnica capaz de ler este chip, no entanto acreditam que «a tecnologia de leitura a laser possa ser a mais adequada para permitir a interacção efectiva com os nanopontos, de forma a ler os seus dados com precisão» adianta o jornal online.

LE com Ciência Hoje

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.