Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Moliporex e ANGG recebem incentivos do QREN para criação de núcleos de I&DT

André Guerra e Célia Marques

São de Leiria dois dos 19 projectos que vão receber incentivos no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) para a criação de núcleos de Inovação e Investigação e Desenvolvimento (I&DT), cujos contratos foram assinados esta semana, na presença de Manuel Pinho, ministro da Economia e Inovação. Em causa estão a Moliporex e ANGG – duas empresas da indústria de moldes da Marinha Grande. O investimento global é de 964 mil euros e os incentivos ascendem a 463 mil euros.

O projecto apresentado pela Moliporex, empresa do Grupo Vangest, no âmbito do Plano Operacional Factores de Competitividade, envolve o desenvolvimento de um núcleo de I&DT que tem como objectivo «criar e desenvolver moldes com utilização de técnicas e materiais não convencionais, para especificação de produção em série», segundo documento a que o Leiria Económica teve acesso.

O investimento elegível é de 546 mil euros e o incentivo atribuído é de 246 mil euros. Contactado pelo Leiria Económica, Carlos Oliveira, afirmou não ser oportuno avançar mais pormenores sobre o investimento.

O segundo projecto, aprovado pelo Plano Operacional do Centro, visa também a criação de um núcleo de I&DT, e é uma iniciativa da ANGG, que tem como principal objectivo «desenvolver investigação no domínio da micro-injecção, Injecção assistida por gás no estado super-crítico (processo mucell) e Injecção de peças em compósito com elevada concentração de cargas naturais», adianta o documento.

O investimento elegível é 481 mil euros e o incentivo atribuído de 217 mil euros.

Para ler reportagem sobre a ANGG clique aqui

4,2 milhões para núcleos de I&DT

Os 19 projectos aprovados envolvem apoios de 4,2 milhões de euros e investimentos de 11,7 milhões de euros. Seis inserem-se no âmbito do Programa Operacional (PO) Factores de Competitividade, três respeitam ao PO Centro e 10 integram o PO Norte. A maioria (79%) dos projectos aprovados está localizada na região Norte.

Os 10 projectos PO Norte contam com um total de incentivos de 1,9 milhões de euros, os três do PO Centro recebem 640 mil euros e os 6 relativos aos Factores de Competitividade beneficiam de 1,68 milhões de euros.

Por actividade, 12 projectos são na área de serviços, sete dos quais em tecnologias de informação, enquanto os restantes se desenvolvem na indústria.

Em termos de dimensão, quase um terço dos projectos aprovados são provenientes de médias empresas, com as pequenas a representarem 42% e as microempresas 26%.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.