Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Galp garantirá dois terços da meta fixada no biocombustível

O investimento da Galp Energia em duas unidades para produção de biocombustível vai ser suficiente para garantir dois terços da produção necessária para atingir os objectivos de incorporação nos combustíveis rodoviários definidos pelo Governo até 2010, revela a Agência Lusa.

O investimento de 225 milhões de euros na produção de biodiesel de segunda geração – um combustível ainda menos poluente que as alternativas bio já existentes – vai proporcionar uma capacidade de 500 mil toneladas anuais em 2010.

Recentemente, o primeiro-ministro definiu como meta para 2010 a incorporação de 10% de biocombustíveis no consumo de combustíveis rodoviários em Portugal, o que equivale a uma produção de 750 mil toneladas anuais, segundo dados apresentados hoje pela Galp Energia.

Presidente excutivo da Galp pede equidade fiscal no sector

O presidente executivo da Galp Energia manifestou o desejo de que o Governo promova a «equidade fiscal» nos biocombustíveis, na sessão de apresentação da estratégia da petrolífera para o sector e afirmou aguardar do Governo legislação sobre o «uso obrigatório dos biocombustíveis e a equidade fiscal entre todos os operadores do sector».

O presidente executivo defende incentivos fiscais com valor igual para todos os operadores do sector, contra o actual sistema de quotas.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.