Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Câmara da Nazaré quer novo modelo de gestão para o porto de pesca

O Município da Nazaré pretende encetar contactos com diversas entidades com vista à definição de um novo modelo de gestão para o porto de pesca local. A autarquia nazarena aprovou uma proposta nesse sentido, saída de uma recente reunião do Grupo Local para o Porto da Nazaré, que tem manifestado «preocupações quanto ao desenvolvimento e gestão» daquela infra-estrutura, revela o Oeste online.

O documento parte do Estudo de Reflexão e Enquadramento Estratégico para o Porto da Nazaré, encomendado pela Câmara Municipal, que aponta o papel do Município enquanto “agente dinamizador” de uma nova relação entre o porto e a comunidade, visando a criação de sinergias potenciadoras de desenvolvimento.

Paralelamente, as próprias Orientações Estratégicas para o Sector Marítimo-Portuário, emanadas pelo actual Governo, prevêem um novo modelo de funcionamento para o porto da Nazaré, que poderá passar por uma gestão autónoma dos organismos centrais.

O Grupo Local para o Porto de Abrigo entende que, apesar da actual situação daquela infra-estrutura, ela continua a «constituir um pólo de atracção cultural e turística», associado à identidade cultural da comunidade nazarena, «e um elemento potenciador do desenvolvimento e crescimento económico da Nazaré». Daí ser necessário encontrar «um novo modelo de gestão portuária».

In Oeste Online

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.