Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Secretário de Estado do Comércio inicia hoje visita à China

O secretário de Estado do Comércio, Fernando Serrasqueiro, acompanha, a partir de hoje e até ao próximo dia 23, uma delegação empresarial portuguesa numa visita a Weifang, na província chinesa de Shandong, revela a agência Lusa, citando fonte do Ministério da Economia. O objectivo passa por evidenciar as oportunidades existentes naquele mercado.

A participação do secretário de Estado, que fará uma intervenção no Fórum Internacional da cidade chinesa, sublinha o empenhamento português no reforço das relações económicas e comerciais com a China e pretende chamar a atenção para as oportunidades existentes neste mercado.

A cidade de Weifang, na Costa Leste, «oferece possibilidades particularmente interessantes», uma vez que a sua Zona de Processamento de Exportações ainda está em desenvolvimento e tem como concessionária de grande parte do espaço uma empresa luso-chinesa, a Edeluc.

«Este local possui excelentes condições para a instalação de empresas portuguesas que estejam interessadas em deslocalizar parte da sua produção ou iniciar novos projectos, beneficiando de incentivos fiscais e aduaneiros», refere ainda o Ministério.

«A província de Shandong está estrategicamente localizada na parte mais oriental da China, equidistante entre Xangai e Pequim e, sendo uma península, possui excelentes facilidades portuárias presentemente a sofrerem investimentos que tornarão, a prazo, os portos de Weifang e Qingdao dos mais atractivos de toda a região», adianta.

A comitiva portuguesa é composta por seis empresas, da produção de mobiliário, publicidade, serviços, arquitectura e farmacêutica e será ainda acompanhada pelo embaixador na República Popular da China, António Santana Carlos.

Portugal, juntamente com a Alemanha e Malásia, será um dos países em destaque na edição deste ano do Fórum Internacional de Cooperação e Desenvolvimento Económico de Weifang, que contará com a presença de cerca de 200 empresários.

A agenda de Fernando Serrasqueiro inclui ainda contactos institucionais com as autoridades chinesas e uma visita à empresa portuguesa Caves Arcos do Rei, designada na China como Shandong Caves Grape Wine.

«Empresas estrangeiras são bem-vindas para investir na China»

Recorde-se que iHu Jingyan, representante do Departamento de Investimento Externo do ministério do Comércio, revelou – depois da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) pedir mais transparência ao país para melhorar os fluxos de estrangeiros – que as empresas estrangeiras são bem-vindas para investir na China.

Em 2005, a China obteve 60,3 mil milhões de dólares em investimento externo directo, ligeiramente abaixo da marca dos 12 meses antecedentes, de 60,6 mil milhões de dólares.

No primeiro trimestre deste ano, os investimentos externos cresceram 6,4%, somando 14 mil milhões de dólares.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.