registro lento | dever

É considerada oficialmente a corrida mais lenta da história dos Jogos Olímpicos. O recorde pertence ao japonês Shizuo Kanakuri, que representou seu país nas Olimpíadas de Estocolmo de 1912 no terrível teste da maratona. Pode ser um pouco semelhante no domingo para a mesma corrida, mas em Sapporo desta vez estava terrivelmente quente naquele dia. Quase metade dos competidores termina o teste. Até o português Francisco Lázaro morreu ali vítima de insolação.

Por seu lado, o japonês começou bem, mas depois desapareceu sem deixar vestígios. Lançamos uma busca policial para encontrar os “desaparecidos de Estocolmo”, mas sem sucesso.

Aprenderemos anos depois que ao ver o corredor japonês exausto após cerca de trinta quilômetros de corrida, as pessoas o ofereceram para beber e descansar um pouco em casa. Mas ele não acordou até o dia seguinte. Envergonhado, não se atreveu a voltar a campo e voltou com calma ao Japão. Com as conexões sendo o que eram na época, Shizuo Kanakuri fará maratonas pelas próximas duas Olimpíadas sem, aparentemente, fazer contato, em Estocolmo, com o corredor desaparecido.

Finalmente, rastreados pela mídia sueca, os japoneses retornarão a Estocolmo em 1967 para completar a famosa corrida que deixaram em 1912. Ele tem 76 anos. Ele registrou um tempo de 54 anos, 8 meses, 6 dias, 5 horas, 32 minutos e 20,3 segundos.


Este relatório foi financiado em parte com o apoio do Fundo Transat para Jornalismo Internacional-dever.

Assista o vídeo

See also  Ronaldo sem distintivo? Treinador português decidiu

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *